Currently set to Index
Currently set to Follow
Connect with us

Piracicaba

“O novo normal só deverá ocorrer na metade de 2021”, diz infectologista ao PIRANOT

Published

on

Na noite desta quinta-feira (30), o médico infectologista João Paulo Poli, do Grupo São Francisco de Piracicaba, concedeu uma entrevista ao Jornal PIRANOT, onde dissertou um pouco mais sobre prevenção e combate ao coronavírus (Covid-19). “Esse vírus é realmente novo e pouco conhecido, até mesmo para nós infectologistas. Porém o que podemos dizer é que a Covid é uma doença bastante contagiosa e que não afeta apenas o pulmão, mas também outros órgãos, como o sistema circulatório, gastrointestinal e até o sistema nervoso-central”, esclareceu.

O médico infectologista João Paulo Poli

Foto: Divulgação.

Como o coronavírus é altamente contagioso, faz-se necessário que a população tome uma série de cuidados: manter uma distância segura (de no mínimo dois metros entre uma pessoa e outra), higienizar as mãos constantemente com álcool gel e fazer uso de máscara em locais públicos são alguns destes cuidados. “Devemos utilizar máscara sempre quando sairmos de casa, pois estamos numa fase de transmissão comunitária. Isso significa que o vírus pode estar circulando em todos os ambientes, inclusive mercados e farmácias”, recomenda. Já em relação às luvas, o assunto é um tanto delicado e divide opiniões. Segundo o infectologista, se não utilizadas da maneira correta, as luvas podem vir a ser um vetor da doença, vindo, inclusive, a aumentar o risco de contágio. “Às vezes as pessoas colocam luvas, mas acabam se esquecendo de lavar as mãos e, consequentemente, acabam entrando em contato com várias superfícies, causando a contaminação. Inclusive a contaminação pode ocorrer até mesmo no momento da retirada das luvas”, explica.

O momento, embora complexo, exige paciência. O infectologista João Paulo Poli diz que o novo normal ainda está longe e que só deverá ocorrer em 2021. “Enquanto não houver uma vacina em larga escala nacional, não poderemos arriscar a vida como antes. E talvez isso só aconteça lá pela metade de 2021”, explica.

Confira, abaixo, na íntegra, a entrevista que o infectologista concedeu ao PIRANOT.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Coluna MOMENTO SAÚDE, com oferecimento do @gruposaofrancisco .

Uma publicação compartilhada por PIRANOT (@piranot) em

Leia também aqui no PIRANOT:

Rafael Fioravanti é formado em jornalismo (comunicação social) pela Universidade Mackenzie, em São Paulo. Possui experiência em redação e integra a equipe do Jornal PIRANOT desde dezembro de 2017.